segunda-feira, 5 de abril de 2010

Ditos Populares

Se eu te chamar de ‘ABELHUDO’, você provavelmente vai rir da minha cara, me chamar de careta, paty, metida, e outras cositchas más, mas se eu solto um ‘BIÚDO’ você já pede o pinico e aceita que tá errado, correto? ;DABELHA

Sim. As pessoas na maioria das vezes soltam cada expressão que, se você não infere seu significado atribuído, não entende bulhufas… Tem algumas que o povo engole pedaços, inventa moda e muda tudo, exemplos são o ‘Esculpido em Carrara’, vulgo ‘CUSPIDO E ESCARRADO’, ‘ele tá com bicho no corpo inteiro’, vulgo ‘BICHO DE CARPINTEIRO’, ‘batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão’, ao invés do engolido ‘BATATINHA QUANDO NASCE ESPARRAMA PELO CHÃO’, ‘enfiou o pé no jacá’, vulgo ‘ENFIOU O PÉ NA JACA’ e ‘corro de burro quando foge’, não o ‘ COR DE BURRO FUGIDO’. Não me olha com cara de sonsa porque querendo ou não você já soltou alguma dessas pérolas e agora tá boiando quanto a sua origem. Por falar em origem, muitas das doideiras (sim, são doideiras mesmo) que falamos por aí tem origens que até Deus duvida. Ao fazer breves pesquisas pelo nosso grande amigo Google, o pai dos burros moderno, pesquei algumas das expressões populares que usamos livremente com seus respectivos significados e origem. Dá uma ‘CUBADA’ em alguns aê:

OK * OK

Essa aí todo mundo usa o tempo todo, mas você já parou pra pensar o que significa?  A expressão inglesa ‘OK’ (okay), que é mundialmente conhecida pra significar algo que está tudo bem, tranquilis, teve sua origem na Guerra da Secessão, nos EUA. Durante a guerra, quando os soldados voltavam pras bases sem nenhuma morte entre a tropa, escreviam numa placa ‘0 Killed’ (nenhum morto), expressando sua grande satisfação, daí surgiu o termo "OK". NAADA A VER NÉ (Y)

* QUEIMAR AS PESTANAS

Essa daí é uma coisa que todos nós deveríamos fazer, que é ESTUDAR MUITO. Usa-se ainda esta expressão tosca e que você diz um ÃN, pois o fato que originou é velho. Antes do aparecimento da eletricidade, recorria-se a uma lamparina ou uma vela para iluminação (nu, antigo meeeeesmo). A luz era fraca e, por isso, era necessário colocá-las muito perto do texto quando se pretendia e poderia ‘queimar as pestanas’.COTOVELOS

 

* FALAR PELOS COTOVELOS

Eu, com certeza, falo pelos cotovelos: sou tagarela. :) Essa paradinha surgiu do costume que as pessoas muito falantes tem de tocar o interlocutor no cotovelo afim de chamar mais a atenção. HAHAHAHAHA o pior é que isso é verdade.

 

* COLOCAR AS MÃOS NO FOGO

Essa tem uma origem bem violenta! Dos tempos da fogueira da Inquisição Católica! Quando alguém diz que coloca a mão no fogo por alguma outra pessoa, está querendo dizer que confia na inocência desta pessoa. Mas na idade média, este método era utilizado para saber se o acusado de heresia (heresia=não concordar com a Igreja) era culpado ou não. Como bem conhecemos o histórico da Inquisição, podemos levar esta frase bem ao pé da letra. O réu tinha as mãos envolvidas com cera sólida, e colocavam uma barra de ferro em brasa em cima da cera! A cera, lógico, derretia e atava as mãos do réu. Passava três dias e depois os inquisidores iriam retirar a cera para conferir se havia queimaduras. Se houvesse, o que acontecia sempre, o réu era condenado à morte, por que não foi protegido por Deus. Ainda botaram a culpa Nele, coitado ¬¬.

* FAZER VAQUINHAvaquinha :)
Essa é quando você e mais alguns são solidários com alguém e resolvem juntar dinheiro pra ele. Tem sua origem com o jogo do bicho e o futebol. Nas décadas de 20 e 30, já que a maioria dos jogadores de futebol não tinha salário, a torcida do time se reunia e arrecadava entre si, um prêmio para ser dado aos jogadores. Esses prêmios eram relacionados popularmente com o jogo do bicho. Assim, quando iam arrecadar cinco mil réis, chamavam a bolada de ‘cachorro’, pois o número cinco representava o cachorro no jogo do bicho. Como o prêmio máximo do jogo do bicho era vinte e cinco mil réis, e isso representava a vaca, daí nasceu a expressão onde eles querem juntar o máximo possível.

 

* PENSANDO NA MORTE DA BEZERRA
É quando você tá distante, pensativo…e a origem dessa é bíblica. Como vocês sabem ou deveriam saber, o bezerro era adorado pelos hebreus quando se afastavam de sua religião e, em outras ocasiões, sacrificados a Deus num altar. Quando Absalão o famoso QUEM?, por não ter mais bezerros, resolveu sacrificar uma bezerra, seu filho menor, que tinha grande carinho pelo animal, se opôs. Em vão HAHAHAHAHAHA. A bezerra foi oferecida aos céus e o garoto passou o resto da vida sentado do lado do altar ‘pensando na morte da bezerra’. Nossa ow, que tosco '--

* FAZER NAS COXAS

Se você pensou coisa erótica, você é um pervertido, porque o significado dessa num tem nada a ver, mente suja! :P As primeiras telhas dos telhados nas Casas aqui no Brasil eram feitas de argila, que eram moldadas nas coxas dos escravos que vieram da África. Como os escravos variavam de tamanho e porte físico, e suas coxinhas eram diferentes obviamente, as telhas ficavam todas desiguais. Daí o significado, coisa pros

EIRA E BEIRA

 

* SEM EIRA NEM BEIRA.
Os telhados de antigamente possuíam eira e beira, detalhes que conferiam status ao dono do imóvel (H). Possuir eira e beira era sinal de riqueza e de cultura, obviamente quem não tem eira nem beira é pobre, está sem money, ou que é um sem cultura fudido por aí.

* BARBEIRAGEM NO TRÂNSITO

No século XIX, os barbeiros faziam não somente os serviços de corte de cabelo e barba, mas também, tiravam dentes, cortavam calos, etc, e por não serem profissionais, seus serviços mal feitos geravam marcas. A partir daí, desde o século XV, todo serviço mal feito era atribuído ao barbeiro, pela expressão ‘coisa de barbeiro’. Esse termo veio de Portugal, contudo a associação de  ‘motorista barbeiro’, ou seja, um mau motorista, é coisa de brasileiro.

 

* ANDAR/FICAR À TOA

Essa aí nós do Azulimão ficamos durante estamos fazendo posts :) Sem rumo, de boa, tranquilis. O que eu não sabia é que toa é a corda com que uma embarcação reboca a outra. Um navio que está ‘à toa’ é o que não tem leme nem rumo, indo para onde o navio que o reboca determinar. UHUL

Agora, a melhor de todas:

* AFOGAR O GANSO.

hehehehe, safaaaado. Aposto que já pegou qual o significado da paradinha aqui. É, afogar o ganso é ter relação sexual, se masturbar. SIIIM, se masturbar. Isso porque sua origem é que antigamente (ou atualmente, vai saber né) os chineses costumavam satisfazer as suas necessidades sexuais com gansos (!!!) e pouco antes de ejacularem, os homens afundavam a cabeça da ave na água, para poderem sentir os espasmos anais da vítima. (EURIMUITO) Uma hora dessas, quando a gente conta esse tipo de coisa pra um amigo de sala, que quer se manter no anonimato, ele pergunta: ‘mas será que o bicho aguentava??!’, Mariele, ou Marilove diz: ‘É PORQUE O DO CHINÊS É PEQUENO’. (sem comentários.)

GANSO

É, às vezes é bom saber o que você tá falando… HAHAHAHAHA

9 comentários:

Anônimo disse...

Engraçado , axo ki esse amigo sou eu kakakakaka

Veyy mtoo mara esse posttt queroo verrr temas discutidos em sala de aula aqui tmbb viuu Silbinhaaaaa usahauhsuahs

Bjussss

is.a disse...

IOASIOIOAOIAASIOAISOIOASIOAS, e como sempre, mais um post que me arranca risos, e de altissimo nível.

beijos Silvia :*

..::*::.. Palavra de Guria ..::*::.. disse...

Alguns eu já sabia, muito bom ..

Parabéns !!!

luccas disse...

Catapulta que Caiu essa foi foda essa pesquiza deve ter demorado horas adooooooooooreiiiii essa postagem !!!!! tem coisas que eu nem sabia

Bela postagem Silvia!!!

Esther Saldanha disse...

Alguns desses eu conhecia, shauhsahsua, uma bela pesquisa a sua. Eu ri um bocado da parada do ganso X]

dielefante disse...

ri muitooo =P

coitado do chinês, ou das chinesas =P zueira

Marcos disse...

POAKSPAKSPKQSPKAPOK

eu ri horrores dos espasmos anais do ganso silvexy.

Kill-me

:X

Sílvia disse...

hahahahahahahaa eu ainda fiquei imaginando a ceena :P

Filipe Nogueira Franco disse...

afogar o ganço é o mais engraçadoo !
PS.: coitada da bizerra.... =(

Postar um comentário

Comentário, segundo o dicionário, é uma nota crítica; reparo; crítica; censura; correção.
Comentar, segundo o dicionário, é explicar, interpretando e anotando; fazer comentário a; criticar maliciosamente; analisar; inventar.

Comentem, pessoal!
Os comentários entusiasmam os autores das postagens e os dão ânimo para escreverem postagens ainda melhores e manterem o blog sempre atualizado!

Critiquem!
As críticas, sejam construtivas ou maliciosas, nos fazem crescer!

O seu comentário é publicado IMEDIATAMENTE aqui no blog. Sem passar por moderação! E vai parar como um link no twitter do azulimão!
Afinal: Censura é coisa da ditadura...

DICA! Se você tem twitter deixe seu link "@seutwitter" no comentário e quando ele for respondido você recebe a resposta no twitter! ;D

lol, você chegou ao fim da página! Esperamos que tenha gostado.
Se depois de perceber as qualidades(A) e também os defeitos (6) de cada um você ainda quiser conhecer virtualmente ou até pessoalmente os autores, acesse Sílvia e/ou Marcos; VALEU!

PAGERANK

Basicamente essa paradinha de PageRank é uma avaliação da relevância da página. Essa relevância é divulgada em uma escala de zero a 10. Observe o nosso, ele é fruto de seus acessos, caros leitores :) Pagerank 2
Medir